fbpx

Linha editorial: o que é e porque adotar a sua

Se a internet para você é trabalho ou se você deseja gerar negócios online, vou te dizer uma coisa: você precisa de uma linha editorial.

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Todo mundo precisa de uma linha editorial.

Ao menos todos aqueles que desejam construir uma estratégia de marketing de conteúdo para seu negócio ou que desejam criar conteúdo profissionalmente.

Fiz uma enquete recente em minhas redes e apenas 30% dos que responderam disseram que o conteúdo que produzem respeita uma linha editorial.

Se a internet para você é trabalho ou se você deseja gerar negócios online, vou repetir: você precisa de uma linha editorial.

Quais são os três ou quatro temas que você aborda e que posicionam seu negócio perante o seu cliente ideal?

É importante que sua linha editorial contemple, mas vá além dos temas diretamente relacionados ao produto que você vende. Seu conteúdo deve comunicar valores que reflitam a visão de mundo do seu público-alvo. Pois é aí que nasce a conexão emocional.

Não cansarei de repetir que o resultado de tentar falar para todo mundo é não se conectar verdadeiramente com ninguém.

A linha editorial é fundamental para diferenciar curiosos de possíveis clientes e para que a sua audiência saiba o que esperar de você quando busca por seu conteúdo.

Produzir conteúdo sobre temas específicos para um público direcionado é fundamental para posicionar seus conteúdos nos mecanismos de busca, para aumentar seu retorno na compra de mídia e para o sucesso de suas ofertas. 

Todos os grandes produtores de conteúdo tem uma linha editorial bem definida (e focam nela, pode conferir).

Pense nos conteúdos que você consome, você prefere acompanhar os líderes de pensamento de um setor ou aqueles que dão opiniões rasas sobre todo e qualquer assunto?

Digamos que você esteja a procura de uma nutricionista. De um lado temos uma profissional que produz conteúdo técnico sobre nutrição, publica receitas saudáveis, dá dicas diárias e compartilha suas rotinas saudáveis; de outro, alguém que se identifica como profissional da área, mas está sempre opinando sobre as notícias do momento. Em quem você prestaria mais atenção? Mais importante, de quem você estaria mais propenso a comprar?

Olhar o mundo com os olhos do cliente é sempre fundamental na hora de criar a sua própria estratégia.

Mesmo mercado, diferentes linhas editoriais

A linha editorial também diferencia uma estratégia de conteúdo dentro de um mesmo mercado.

É por meio dela que você encontra sua voz.

Vamos o usar o mercado de produtores de conteúdo sobre finanças pessoais, um dos maiores da internet, como exemplo.

Teremos o profissional que te ensina a ir do zero ao milhão na bolsa de valores, que compartilha a história pessoal de como atingiu a riqueza partindo do zero, além dos seus hábitos de produtividade.

Outra influenciadora usará elementos da cultura pop e da indústria do entretenimento, dará dicas de como economizar no dia-a-dia, explicará conceitos fundametais e focará principalmente em questões do universo feminino.

Já um terceiro, adotará a figura do professor, focará na construção de patrimônio ao longo da vida, vai falar sobre carreira, mostrará sua família e sua própria trajetória como exemplo. Ele ensinará como o conhecimento sobre finanças pode potencializar a realização dos seus objetivos em cada fase da vida.

Se você acompanha esse mercado já percebeu que há grandes influenciadores com posicionamentos totalmente diferentes entre si.

Mesmo mercado, diferentes públicos, uma linha editorial específica para cada estratégia.

Defina de forma inteligente sua linha editorial, seja fiel a ela por tempo suficiente e você notará os resultados.

Conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Leia mais

Assine o LabFazedores

Seja um membro da nossa comunidade