fbpx

As 3 dimensões da marca pessoal

Conheça as três dimensões a serem consideradas na construção da sua marca pessoal.

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Marca pessoal é, essencialmente, a percepção que os outros têm de você.

Você já possui uma, queira ou não.

O que está em suas mãos é a decisão sobre o quanto você quer trabalhar para influenciar estrategicamente essa percepção na cabeça das pessoas.

Quer começar a entender como anda sua marca pessoal? Há um teste bem simples que você pode fazer imediatamente.

Faça a seguinte pergunta para seus melhores clientes e parceiros de trabalho: quais são as três palavras que melhor definem quem eu sou na sua visão?

Arrisco afirmar que o resultado te causará surpresa em alguma medida.

O conceito de marca pessoal surgiu pela primeira vez no artigo The Brand Called You, escrito por Tom Peters e publicado na revista Fast Company em 1997.

Era a primeira vez que um guru do universo da gestão chamava a atenção para a necessidade de indivíduos pensarem em si como marcas.

“Independente de idade, posição e negócios que por ventura estamos inseridos, todos nós precisamos entender a importância do branding.

Nós somos os CEOs das nossas próprias empresas: VOCÊ S.A.

Para estar no mercado atualmente, a nossa tarefa mais importante é ser head de marketing de uma marca chamada você”.

Passados mais de vinte anos, o mundo conectado pela banda larga, o dinamismo dos mercados e a necessidade de gerenciarmos nossas carreiras ativamente tornam o conceito de marca pessoal ainda mais importante.

O eixo de influência das marcas se desloca cada vez mais em direção ao indivíduo. As pessoas confiam mais em pessoas do que em corporações. Duvida? Basta olhar a composição do seu feed nas principais redes sociais e contar quantas empresas você acompanha de perto.

Partindo da visão original de Peter Montoya, comento a seguir sobre as três dimensões fundamentais a serem consideradas na construção de uma marca pessoal.

1 – Marca pessoal é uma versão estratégica dos atributos que você deseja comunicar

Nós somos o resultado da nossa personalidade, das nossas experiências, dos nossos conhecimentos e de tudo mais que acumulamos ao longo da vida. As pessoas não estão interessadas em toda sua biografia, apenas naquilo que reforça a mensagem sobre como você pode melhorar a vida delas.

Quando pensamos em Steve Jobs, pensamos em alguém visionário, inovador e que transformou o mundo a partir dos produtos que criou. Só que Jobs também era uma personalidade difícil, um mau pai, um líder que assediava e que levava seus funcionários ao limite.

A construção de uma marca pessoal envolve o uso de estratégias de comunicação para transmitir os valores e atributos fundamentais para os clientes que você deseja atender. Quais atributos traduzem melhor quem você é como pessoa, qual a sua especialidade e como você pode gerar valor na vida do seu cliente? É nisso que você deve focar.

Marca pessoal não é sobre cada detalhe da sua trajetória.

Dito isso, vale ressaltar que ser uma boa pessoa sempre será melhor para o mundo e que deslizes na vida privada podem arruinar sua reputação.

2 – Marca pessoal é uma promessa

Pense nas empresas. Toda empresa faz uma promessa ao mercado. 

A Volvo promete segurança. Uma cafeteria Starbucks, ser seu terceiro ambiente entre casa e trabalho. A Coca-Cola, momentos felizes com quem amamos. A Apple promete simplificar a tecnologia e oferecer as melhores ferramentas para os criativos do mundo.

Uma marca pessoal bem construída também informa aquilo que os clientes devem esperar de você. O cliente sabe o que receberá, qual é o seu preço, que tipo de suporte você fornece e que valor você é capaz de entregar antes mesmo de fazer o primeiro contato.

A marca pessoal estabelecerá as expectativas e o quanto você será desejado pelo mercado. 

Uma vez estabelecida a percepção, seu desafio é entregar sua promessa em 100% dos negócios que fechar.

3 – Marca pessoal determina o relacionamento que você propõe

Sua marca pessoal estabelece o tipo de influência que você exercerá e em quais bases o relacionamento com o cliente irá acontecer.

Você provavelmente não ouviria conselhos médicos do seu contador, nem contrataria uma consultoria sobre marketing de conteúdo de alguém que não tem relevância online

Você não encontra todos os dias com seu corretor de seguros; diferentemente do seu personal trainer, que tem lugar reservado na sua agenda três dias por semana.

O tipo de lugar que você decide ocupar na mente do seu cliente estabelecerá as bases do relacionamento que você propõe.

Benefícios decorrentes da construção da sua marca pessoal

Uma marca pessoal bem construída reduz seu custo de aquisição de clientes, pois estabelece um fluxo constante de indicações.

Profissionais bem posicionados possuem maior valor percebido e podem cobrar mais caro por seus serviços.

Sua marca pessoal te diferencia pela autenticidade e te permite ser lembrado e procurado pelo que você tem a oferecer de melhor para as pessoas.

**********

Vídeo relacionado

Conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Leia mais

Blog

Hemingway, o velho e o mar

O velho e o mar é a última grande obra de ficção de Ernest Hemingway publicada em vida. Um mergulho em sua escrita concisa, direta e profunda.

Assine o LabFazedores

Seja um membro da nossa comunidade